Buscar
  • Iguales

Arte pernambucana na Iguales evidencia sensibilidade e beleza da cultura Nordestina


Obras de Delly Figueiredo expostas na Galeria Iguales

Não há fronteiras para a arte. E na Galeria Iguales, o apuro estético pernambucano tem espaço cativo. Apesar de múltiplas, as esculturas de Delly Figueiredo e Iara Tenório, sempre expostas nas duas alas do espaço cultural, revelam em comum a sensibilidade, a força e as vivências do povo nordestino.


Delly Figueiredo é daquelas artistas cuja arte está fincada na cultura popular brasileira. Suas famosas cabeças e bonecas vêm dos ex-votos, habito dos antigos pagadores de promessas que levavam às igrejas parte de corpos esculpidas em madeira simbolizando a graça alcançada. Junte a essa referência religiosa, as figuras volumosas e gordinhas de Botero; a força das cores e das flores de Frida Kahlo; e as figuras alongadas de Modigliani.


Seu trabalho já chegou a países como EUA, Dubai, Espanha e Portugal, além da participações em anuários de arte brasileira e revistas do setor de decoração. Suas peças já foram vistas também a telinha, nas novelas Salve Jorge e Saramandaia, da Rede Globo.

Já Iara Tenório é natural do Rio de Janeiro, mas, com raízes no folclore nordestino, dá vida e beleza a cerâmicas, vidros e telas. Seu trabalho tem inspiração no maracatu, nos santos e nos anjos barrocos.


Toda a sua história começou no barro, e ainda é a cerâmica sua principal frente de trabalho. Sempre atenta a detalhes, harmonia de cores e acabamento, Iara desenvolveu estilo inconfundível, que se assemelha pelo traço forte e o colorido solar. As esculturas vão desde imagens sacras a representações de personalidades simbólicas como Frida. Seu ateliê fica em Jaboatão dos Guarapes, Grande Recife, onde mora desde a infância.



5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo