Buscar
  • Iguales

Moda e espiritualidade se misturam em peças da Cavalera inspiradas em líder indiano



Pregando a busca da liberdade através da meditação, Osho conquistou uma geração de pessoas que buscava a espiritualidade sem ter de se comprometer com antigas crenças. Autointitulado como “um místico espiritualmente incorreto”, o líder indiano, morto em 1990, foi inspiração para uma pequena coleção da Cavalera.


Estampa aparece em t-shirt e em camisa de botão com mangas compridas

As peças produzidas pela grife, trazem mãos unidas em gesto de oração bastante comum na Igreja Católica. Contudo, há rachaduras no que parecem mãos de pedras ou de alguma imagem religiosa.

Osho questionava as religiões vigentes e sistemas políticos. Em palestras e entrevistas – editadas em mais de 600 livros que são best sellers internacionais, traduzidos em 55 idiomas -, discutia a importância da liberdade, do autoconhecimento e da relação do homem com ele mesmo e com o planeta.


O movimento que ele criou, no entanto, assumiu todos os contornos de uma nova religião, como a busca pelo divino, seguidores, rituais e doutrinas. Sua história foi contada no documentário Wild Wild Country, sucesso de audiência na Netflix.



36 visualizações0 comentário